O nível de emprego do setor da construção pesada paulista apresentou saldo positivo em junho, segundo dados apurados pelo SINICESP. No sexto mês do ano,  as construtoras promoveram 894  contratações, o que resultou em 6.900 novas vagas desde o começo de 2022. O total geral de vagas ocupadas é de 85.503 em todo o Estado de São Paulo, segundo dados do CAGED.

O setor de “construção de ferrovias e rodovias” foi o que puxou o índice para cima, respondendo por 37,81% das contratações em abril, com 380 vagas. Em segundo lugar ficou o setor de “obras de urbanização de ruas praças e calçadas”, com um crescimento de 21,64%, o que corresponde a 237 vagas adicionais.

Em nível nacional, foram registrados 8.227 novos postos de trabalho, com o total geral de  354.705 postos de trabalho em todo o País.

Para o gerente técnico do SINICESP, Carlos Prado, o comportamento positivo no semestre pode ser explicado pela retomada das obras do setor nos dois níveis (estadual e federal), notadamente pelo número de contratos assinados pelo governo de São Paulo, por meio de concorrências de rodovias efetuadas pelo DER-SP, que contemplam obras de estradas vicinais, conservações de rotina e conservas especiais, entre outras.

Não se pode esquecer que houve o início das obras de recapeamento de ruas e avenidas da cidade de São Paulo, realizadas pela Prefeitura de São Paulo, e, no âmbito federal, a realização de obras ferroviárias.

O nível de emprego é apurado considerando a  Classificação Nacional de Atividades Econômicas ( CNAEs) referentes aos setores de construção de rodovias e ferrovias, construção de obras de artes especiais, obras de urbanização-ruas praças e calçadas, construção de redes de abastecimento de água, coleta de esgoto, construção de transportes por dutos, obras portuárias, marítimas e fluviais e obras de terraplenagem.

EMPREGOS EM SÃO PAULO – CONSTRUÇÃO PESADA JUNHO 2022

EMPREGOS NO BRASIL – CONSTRUÇÃO PESADA JUNHO 2022 


Fonte: Sinicesp, 05/08/2022