O ano de 2022 segue voando. Muito em breve, daremos adeus ao ano velho e saudaremos o novo ano que se anuncia. Foi um ano efervescente, com eleições acirradas, a emoção da Copa do Mundo, a generosidade de Papai Noel batendo à porta e, finalmente, a alegria do Réveillon brindando com sonhos, planos e metas para 2023.

Ainda em 2022, o setor da engenharia continua a surpreender, mesmo afetado por diversos acontecimentos que balançaram o mercado, como a alta taxa de juros, inflação, guerra na Ucrânia, encarecimento de insumos, entre outros fatores. Mesmo assim, a construção civil tem previsão de crescimento de 5,9%, segundo o último resultado do PIB.

Na velocidade dos milênios, a engenharia traçou um longo percurso, das ferramentas de pedra até a Inteligência Artificial, chegando à Engenharia 4.0, sempre de olho em novas tecnologias sustentáveis para, assim, ofertar produtos imobiliários que ofereçam mais qualidade de vida à população. Exemplo disso foram os dois últimos eventos realizados pelo Sistema CONFEA, CREA e Mútua, com a realização da Semana Oficial da Engenharia e do Congresso Nacional de Profissionais realizados em Goiânia. Finalizando, o país não cresce sem passar pela construção civil: é o futuro da economia brasileira.

Desejo a todas às empresas associadas, amigos e fornecedores um Feliz Natal e que o ano de 2023 seja pleno para a nossa engenharia.

 

José Elias Fernandes Abul Hiss

Eng. Eletricista e Segurança do Trabalho

Diretor Executivo da APeMEC