Sem acordo para votar a proposta de emenda constitucional (PEC) que altera a composição do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e amplia a interferência política no órgão, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), cancelou a sessão de hoje.

Segundo apurou o Valor, o parlamentar do PP ainda está construindo o texto junto com os líderes partidários e o relator Paulo Magalhães (PSD-BA).

Esse é o terceiro adiamento formal da proposta. Nas últimas duas semanas, o texto chegou a ser incluído na pauta, mas a análise foi adiada após o requerimento de retirada de pauta mostrar que não haveria votos suficientes a favor da PEC.

Mais cedo, os trabalhos foram abertos com os breves comunicados, mas a sessão foi suspensa para que Lira se reunisse com líderes partidários.

Além de enfrentar a resistência ao texto da PEC por parte de alguns parlamentares, Lira dedicou parte do dia a reuniões sobre o Auxílio Brasil e a PEC dos precatórios. Ele chegou a receber os ministros Ciro Nogueira (Casa Civil) e João Roma (Cidadania) em seu gabinete.

 

Fonte: Valor Econômico - Política, por Marcelo Ribeiro e Raphael Di Cunto, Valor — Brasília, 19/10/2021