O nível de emprego na indústria da construção pesada em São Paulo caiu 8,7% em 2018, segundo o Sinicesp (sindicato do setor). Foram eliminados 6.186 postos de trabalho.

O período com maior retração foi dezembro, quando quase 2.100 vagas foram fechadas —o mês costuma ser o pico das demissões, de acordo com Carlos Alberto Prado, da entidade.

“Normalmente contratações e obras voltam em janeiro, ainda que talvez não sejam significativas o suficiente para retornarmos aos patamares de novembro.”

A retomada do emprego, porém, poderá sofrer algum atraso por causa das trocas de comando dos órgãos nos governos estaduais e no federal.

“Muito se fala de PPP e concessões até aqui, mas de efetivo neste momento só há recuperações e inspeções de barragens, algo que não vai demandar tanta mão de obra.”


Fonte: Folha de São Paulo, por Maria Cristina Frias, 07/02/2019